…e como já se sabia, o nosso Curso de Exploração Funcional Vestibular deixou de estar acessível. Durante 14 anos, contribuiu para a formação pré e pós-graduada de médicos de múltiplas especialidades (ORL, Neurologia, Medicina Geral e Familiar, Medicina Interna, etc.), e de Audiologistas e Fisioterapeutas, como, aliás, de todos os profissionais de Saúde. A sua realização implicou um esforço gigantesco como também as várias actualizações introduzidas para evitar a sua obsolescência. Assistirmos agora ao desaparecimento do Curso por razões que nos são totalmente alheias, é doloroso, mas, pior ainda, torna mais pobre o papel da APO. 
Vivemos uma época terrível que pode alterar definitivamente o nosso paradigma do binómio ensinar/aprender. Fala-se muito agora da necessidade do Ensino à Distância e multiplicam-se os webinars que reúnem virtualmente opinion leaders, que são o modo possível de assistir e também participar na discussão dos temas propostos, a preços comportáveis. 
Mas o nosso curso, já estava mais à frente. Faz apelo a um modo de aprendizagem muito mais eficaz - favorece o trabalho de grupo, a didáctica adapta-se ao ritmo dos formandos e é assente na consulta, pesquisa e investigação, a aprendizagem não é imposta, visto apelar às motivações do formando, que aprende através da sua observação, reflexão e experimentação. O aluno/formando aprende ao seu ritmo, no seu ambiente, quando quer, em pequenos módulos (mais eficazes) e, em cada módulo, é avaliado, o que lhe permite feedback para corrigir erros e identificar os seus próprios progressos. 
Todo este trabalho está feito, o grau de satisfação daqueles que realizaram o Curso é altíssimo. O número de inscrições e os resultados finais muito bons. Os louvores que ouvimos, por exemplo no Brasil, deixaram-nos orgulhosos. Agora, aquilo que se exige é que um ou vários mecenas possam garantir a passagem dos conteúdos para a linguagem atual da Internet. Esta é a nobre missão que se pede e deseja de Instituições que entendam a importância do nosso trabalho e do papel que elas devem desempenhar na formação académica. Não deixar perder este Curso, porventura único, na área otoneurológica. 
 
Fernando Vaz Garcia
 
X X X X X X X X X X X
 
O Curso de Exploração Funcional Vestibular, da autoria dos Drs. Vaz Garcia e José Tavares, com a colaboração de outros especialistas, teve a sua 1ª edição em 2007, tendo passado por este curso ao longo de 14 anos de vida, mais de 30.000 médicos e técnicos de Portugal e do Brasil. 
Este curso, concebido em eLearning assíncrono, pela DLC – Distance Learning Consulting, Lda., através do Modelo SAFEM-D (Sistema Aberto de Formação e Educação Multimédia a Distância) e difundido através da Plataforma NetForma Da Vinci Web 3.0 – 4.0, foi inicialmente financiado pela Solvay Farma, depois pela Abbott, em seguida pela Mylan, tendo sido o seu último patrocinador a Acústica Médica.
Este curso estava programado em Flash, linguagem de elevada qualidade, que o tornou num dos melhores cursos do mundo, não só quanto à qualidade imprimida pelos seus autores, que ao longo destes 14 anos fizeram todas as revisões necessárias, como pela mais-valia tecnológica e multimédia permitida por esta linguagem. Devido às guerras comerciais entre as várias softwarehouses, dando como desculpa as questões de segurança, a Google, Firefox e Microsoft Adge, no dia 12 de janeiro de 2021 retiraram a possibilidade de programas em Flash correrem nestes browsers, assim, termina de forma triste a possibilidade da educação médica no âmbito da vertigem, que este curso cumpria com grande dignidade.
Para ser possível retomar este projeto são necessários novos patrocinadores, para que possamos reprogramar este curso de Flash para html5, ou seja, a linguagem atual da Internet.
 
Prof. Doutor António Augusto Fernandes
Presidente da APETEC – Associação Portuguesa de eLearning, Aprendizagem pela Tecnologia e Inteligência Artificial
CEO da DLC – Distance Learning Consulting, Lda.

Faça-se membro

Faça-se membro
e junte-se à equipa!