Iniciou-se um novo ciclo na APO. Por força dos estatutos há renovação dos corpos sociais cada triénio.
Foram eleitos os novos membros da Direcção, Assembleia Geral e Conselho Fiscal que comigo aceitaram o desafio de continuar a APO e, se possível, melhorar a sua capacidade de divulgação e formação nos temas que nos interessam.
Espero que com a Direcção, a que tenho o gosto de presidir, se possam manter as actividades que Direcções anteriores implementaram. Para os que nos antecederam fica uma nota de agradecimento pelo esforço que dedicaram à Associação Portuguesa de Otoneurologia.
É meu propósito alcançar novas metas nomeadamente no que diz respeito à participação nas nossas actividades de outros que não quase exclusivamente otorrinolaringologistas.
Conto com o empenho de todos os que aceitaram e me deram o prazer de formar a lista que apresentei e foi sufragada. Para eles o primeiro agradecimento.
 
Pedro Tomé