As emissões otoacústicas transientes evocadas e as emissões otoacústicas por produtos de distorção vêm assumindo importância significativa na identificação de alterações cocleares. Objetivo: Através da monitorização das emissões otoacústicas, registrar os limiares dos produtos de distorção em condições normais e na presença de modificações eletrofisiológicas nas células ciliadas externas cocleares de ovelhas após a indução de hiperinsulinemia aguda. Material e Método: Estudo experimental com sete ovelhas no grupo-controle e sete no grupo-estudo. Os níveis de insulina e glicose foram verificados simultaneamente ao registro das emissões otoacústicas por produtos de distorção de 10 em 10 minutos, até o tempo de 90 minutos. O grupo-controle recebeu soro fisiológico, e o grupo-estudo, injeção em bolo de 0,1 U/kg de insulina humana regular. Resultados: Houve diminuição significante nos limiares dos produtos de distorção no grupo-estudo em relação ao grupo-controle nas freqüências acima de 1.500 Hz e após o tempo de 60 minutos (P < 0,001). Conclusão: O estudo permitiu estabelecer os limiares das emissões otoacústicas por produtos de distorção em ovelhas com constante reprodutibilidade, o que mostra que o método é adequado para uso em investigações audiológicas e otológicas. Ficou, ainda, plenamente identificado que o hiperinsulinismo agudo foi capaz de provocar relevantes modificações nestes limiares.

Francisco Carlos Zuma e Maia , Luiz Lavinsky , Roseli Oliveira Möllerke, Marcos Eugenio Soares Duarte, Daniela Peres Pereira, Juliana Elert Maia

REVISTA BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA, VOL. 74(2) MAR./ABR. 2008